Banner

Cadastre-se e receba newsletter

NOTÍCIAS                                                                              


Moções de apoio à candidatura do Desembargador Fagundes Cunha ao STJ

Indicado pelo Tribunal de Justiça do Paraná para concorrer à vaga de Ministro do STJ, o Desembargador J. S. Fagundes Cunha tem recebido vários apoios à sua candidatura, sendo recomendado por todos em razão de seu notável saber jurídico e reputação ilibada, além do expressivo e nótorio conhecimento.

Clique aqui e confira todas as moções.

 

 

 
Produtividade no Tribunal de Justiça

Como Juiz de Direito Substituto em Segundo Grau e Desembargador desde 2007, J. S. Fagundes Cunha atuou praticamente todo o tempo na Oitava Câmara Cível (então a terceira com maior número de distribuição entre as 18 do TJPR), e pouco tempo na Décima Oitava Câmara Cível (então a com maior número de distribuições). Designado em centenas dos processos mais antigos e complexos do TJPR, colocou em dia. Sempre manteve uma produtividade acima da média nacional. Clique aqui e confira a certidão.

 

Conferência na Faculdade de Direito de Jaracarezinho

Conferência ministrada pelo Desembargador Pós Ph.D José Sebastião Fagundes Cunha na 43ª Semana Jurídica da Faculdade de Direito de Jaracarezinho com o tema: UNASUL (União das Nações da América do Sul), o meio ambiente e a Cidadania Cosmopolita. Clique aqui e confira a íntegra.

 

 

EJAL, REDLAJ y UNILA - Universidade Federal Internacional de Latnoamerica

Pós Ph.D Desembargador J. S. FAGUNDES CUNHA, Director General de la EJAL - Escuela Judicial de America Latina e Vicepresidente Financeiro de la REDLAJ - Rede Latinoamericana de Jueces, en una reunión con el profesor Dr. JOSHUA MODESTO PASOS SOBRINO, Magnificent Reiitor de la - UNILA - Universidad Federal de América Latina, acerca de la celebración de acuerdos con la Escuela Judicial de America Latina y de la Red Latinoamericana de Jueces... Leia mais.

 

O previsível pode acontecer - Boaventura de Sousa Santos

A última cambalhota do Presidente da República mostra que o país atravessa um momento de irracionalidade tal que torna tudo imprevisível. Os decisores políticos não são irracionais mas as condições em que se resignam a operar obrigam-nos a agir como se fossem. Para serem coerentes, as decisões políticas têm de ter um só ponto de referência. Em democracia, esse ponto é a vontade dos cidadãos, e os conflitos decorrem das diferentes interpretações dessa vontade...Leia mais.

 

 

 

EJAL no III Encuentro de Magistrados de la Comunidad Andina y el Mercosur Buenos Aires, 4 de octubre de 2011 

No auditório da Universidade de Buenos Aires realizada a abertura do III Encuentro de Magistrados de la Comunidad Andina e del Mercosur. Após as palavras do Presidente do Tribunal Permanente de Revisão do Mercosul, o Diretor Geral da EJAL proferiu eloquente discurso difundindo a União das Nações da América do Sul, ressaltando o avanço qualitativo da alteração do marco teórico de mercado para União das Nações, posto que os cidadãos e o meio ambiente precedem o mercado que deve existir em função da qualidade de vida das nações... Leia mais.

 Outras noticias

Rua Mauá, 920 | Alto da Glória | Curitiba | PR | CEP 80030-200 | Tel.: 55 (41)
32108656 www.fagundescunha.org.br | desembargador@fagundescunha.org.br | skype@ js.fagundescunha | Admin Newsletter